Branding: a importância da identidade visual no ponto de venda

Cada vez mais, o mercado e os consumidores exigem mudanças rápidas e renovações surpreendentes. Nesse contexto, marcas que não se adequam as demandas não sobrevivem. Para se diferenciar, atualmente, é preciso ter um bom planejamento estratégico, fazer o uso de ferramentas de marketing e investir em design. Isso tudo tendo como o foco os usuários, uma vez que a economia está muito mais subjetiva e emocional, completamente voltada para as pessoas e seus desejos. 


O ponto de venda, neste cenário, deixa então de ser somente um ambiente comercial e, por sua proximidade com o consumidor final, se torna um importante palco para a gestão da marca (Branding). 

Mas, afinal, o que é Branding? 

Antes de definir é Branding, é preciso compreender o que é “Brand” (marca): uma coleção de atributos descritivos verbais e imagéticos, como o nome, logo, slogan e identidade visual que representam a essência de uma empresa, produto ou serviço. Já “Branding”, por sua vez, pode ser compreendido como o ato de administrar a imagem e a marca (brand) de uma empresa. Trata portanto de cuidar de todos os pontos de contato entre um consumidor e a marca.


O poder do branding é visível em lojas de vários segmentos, como: a Starbucks e sua experiência em servir café, a Coca-Cola e a felicidade em cada produto, a elegância clássica da Channel e a inovação e a criatividade da Apple. Marcas que são exemplos e que aprenderam como se tornarem vivas nas mentes dos clientes! Assim como a Havaianas que possui uma identidade de marca aplicada em seus pontos de venda: 

Fachada da Loja Havaianas
Com muita criatividade e descontração! É assim que a marca apresenta seus produtos. 
Interior da loja Havianas com a identidade da marca. 
O ponto de venda torna-se, nesse contexto, muito mais do que um estabelecimento comercial e passa a ser um dos principais e mais importantes pontos de comunicação entre a marca e seus consumidores. 

A construção da identidade de uma marca é um processo constante, que está sempre mudando! A marca precisa sempre saber qual sua essência, definir com clareza seu propósito e sua proposta de valor e, antes de qualquer ação, saber que tipo de imagem deseja passar e para quem. E então, posteriormente, aplica-la ao ambiente. 
O layout do espaço, cores, iluminação, exposição dos produtos, adoção de aromas, fachada, vitrine, iluminação, comunicação visual, música ambiente e experiência proporcionadas são maneiras de aplicar a identidade da marca ao ponto de venda. Afinal, o ambiente físico de uma loja é o local que a marca possui para transmitir seu estilo, propósito, essência e valores. 

Fachada da loja Chanel na 5ª Avenida, em Nova York. Imagem: Fonte 
Interior da loja Chanel em Nova York, que transmite requinte e elegância. Imagem: Fonte 
Mas como saber se a identidade da marca está adequada? Um trabalho consistente de construção de marca é revelado quando a percepção de uma marca se aproxima de seus valores desejados e planejados. É preciso lembrar que o ambiente ideal de varejo é aquele que cria valor para o cliente. A identidade de marca está correta e é eficiente quando desperta no consumidor o desejo de entrar e permanecer na loja. 

Precisa de ajuda para criar ou consolidar a identidade da sua marca no ponto de venda? Entre em contato conosco: vies@viesdesign.com.br ! Não deixe de acompanhar a Viés no Facebook e no Instagram para sempre ficar por dentro das novidades! 

0 comentários:

Copyright © 2014 Viés Design and edited by De duas,uma.