O que é visual merchandising?

Um termo que tem sido muito utilizado atualmente é o “Visual Merchandising”, no entanto, nem todas empresas ou marcas sabem, ao certo, o que é, qual sua aplicação e os benefícios gerados para o ponto de venda (PDV) e para as vendas. Por esse motivo, hoje viemos explicar tudo sobre o assunto! 

Display da marca Pool no PDV da Riachuelo. Atrai a atenção dos consumidores destacando uma das peças da coleção. Imagem: Fonte
Inicialmente, é preciso compreender o que é Merchandising. O termo refere-se a ações que visam proporcionar maior visibilidade para as marcas, seus produtos e serviços.


 Nesse contexto, o Visual Merchandising, considerado como uma das ferramentas do Marketing, pode ser compreendido como:


Segundo Regina Blessa, autora de “Merchandising no ponto de venda”, Visual Merchandising é a soma de ações promocionais e materiais no ponto de venda que controla o último estágio da comunicação mercadológica – a hora da compra. Sua aplicação tem como intuito dar destaque às mercadorias contribuindo com o layout da loja até a disposição dos produtos. 

Ainda de acordo com Blessa, o “Visual Merchandising usa o design, a arquitetura e a decoração para aclimatar, motivar e induzir os consumidores à compra”, sendo, para as marcas e empresas, uma forma de comunicação. Não se trata apenas de vendas, mas de convencer o consumidor sobre o valor do produto, do ponto de venda e da marca.

Cris Barros e Pool na Riachuelo Viés Design
Cris Barros em destaque na Riachuelo - Imagem: Fonte
Algumas das vertentes do Visual Merchandising são:

Estratégia e organização de ofertas: Criação de zonas físicas de produtos categorizados por famílias, subfamílias ou temas, organizados em termos de cores, de materiais e de estilos. Este recurso confere uma lógica de organização que permite ao consumidor fazer uma leitura rápida, fácil e clara da marca.

Gestão: Em função do espaço disponível no ponto de venda e da rentabilidade, são determinadas quais famílias ou temas de produtos receberão maior destaque, de modo a otimizar as vendas.

Sedução: Tange à disposição e a atração gerada pelo ponto de venda. Reflete a identidade da marca e contribui para desenvolver o “conjunto ambiente”, atraindo, consequentemente, o consumidor.

Comunicação: Pode ocorrer através do uso de elementos que permitem ao varejista mostrar a sua identidade para o consumidor, como fotos, músicas e objetos decorativos.

Coleção Capricho para a C&A! Imagem: Fonte
Capricho em destaque no interior da loja da C&A!Imagem: Fonte
Compreende-se, portanto, que o Visual Merchandising tem papel catalisador na compra e apresentação da identidade da marca através do ponto de venda. No mercado atual, as técnicas de Merchandising são utilizadas largamente pelas empresas, em diversos setores da economia, como estratégia competitiva para inovar e fortalecer a marca

0 comentários:

Copyright © 2014 Viés Design and edited by De duas,uma.