Loja conceito: nova aposta das marcas para atrair consumidores

A cada dia que passa, o mercado oferece mais produtos e serviços com qualidades técnicas e preços similares. Nesse contexto, as empresas e marcas têm o constante desafio de inovar nos produtos, serviços, relacionamento com os clientes e, claro, em seus ambientes. Dessa forma, com o mercado mais competitivo e consumidores mais exigentes, uma opção para que as marcas sejam inovadoras, atrativas e originais são as lojas conceito ou flagship stores, como também são conhecidas.

Embora seja uma tendência, não é algo novo! Esse tipo de loja surgiu ao longo dos anos 90, quando grandes marcas desenvolveram a ideia de espaços comerciais voltados para um determinado tema ou estilo de vida, ao invés de criar uma experiência de venda segmentada. Em vários países da Ásia, Europa e nos Estados Unidos, as flagship stores tornaram-se referências nas principais cidades associadas à moda, comércio, cultura e entretenimento.

Loja conceito da marca esportiva Adidas em Paris. 
As lojas conceito, concept stores ou flagship stores, são espaços criados para proporcionar novas experiências aos clientes. Mais do que um simples local para compras, essas lojas são espaços que comunicam a identidade da marca, contam sua história e apresentam os produtos de forma diferenciada, estimulando os sentidos e proporcionando novas sensações. Segundo Heloisa Omine, professora de pós-graduação em comunicação no ponto de venda da ESPM, “quando o cliente experimenta o produto que vai comprar, ele adquire maior tranquilidade e consciência de que fez um bom negócio e terá, consequentemente, maior fidelização à marca”.

O planejamento de uma loja conceito ou flagship stores envolve não somente questões técnicas, mas também aspectos sensoriais e emocionais. Isso significa dar uma atenção especial ao cheiro da loja, iluminação,  conforto térmico, posicionamento dos produtos, interatividade, decoração, música, e a forma de atendimento – todo esse conjunto e experiência é planejado por um designer de ambiente em conjunto, com profissionais de áreas do marketing, arquitetura, engenharia e gestão.

Apesar de não haver um padrão, lojas conceito apresentam características semelhantes. 
Além de todas essas estratégias, para proporcionar experiências sensoriais, as lojas conceito investem em um atendimento focado na consultoria especializada, que oferece a individualização da experiência de compra, ao invés das técnicas tradicionais com o simples objetivo de vender.

No entanto, como é uma ferramenta recente, o investimento é alto, por isso não há dúvidas de que é uma estratégia de posicionamento de marca a longo prazo. Pensando assim, marcas como Havaianas e Melissa, criaram suas lojas conceitos em uma das ruas mais famosas de São Paulo: a Rua Oscar Freire.

O Espaço Havaianas possui cerca de 300 metros quadrados apresenta momentos históricos da marca. O projeto tem como objetivo proporcionar às pessoas uma experiência única e gostosa com a marca Havaianas. A ideia é de um ambiente que represente bem a sensação que se tem ao usar um par de Havaianas: liberdade, alto astral, colorido, simplicidade e conforto”, conta Carla Schmitzberger, diretora da unidade de negócios de sandálias da Alpargatas. O espaço é o único lugar no mundo onde é possível encontrar todos os produtos da marca. São mais de 350 sandálias diferentes, além da coleção de bolsas, tênis e também toalhas, chaveiros e meias.

Interior da flagship store da marca Havaianas que fica em São Paulo. 

Espaço Havaianas
Local: Rua Oscar Freire | Lançamento: Janeiro de 2009 | Lojas no mundo: 1
O que vende: sandálias, bolsas, toalhas, chaveiros e meias
Faturamento: por mês, mais de 15 mil pares de sandálias são vendidas
Diferencial: O usuário pode montar um par de sandálias personalizadas! Um grande cubo interativo composto por 51 telas de plasma conta a história da marca no Brasil e no mundo!

A Galeria Melissa, também na rua Oscar Freire, em São Paulo, criou um espaço diferenciado que já abrigou exposições de roupas da estilista Vivienne Westwood, da boneca Barbie e a cada coleção lançada passa por alterações. A prova disso é a fachada do espaço, em constante mudança, sempre em parceria com artistas de vanguarda e profissionais da arquitetura e design de renome. Em seu interior, além de comprar Melissas, as clientes podem visitar exposições e comprar livros e outros objetos, produzidos por marcas de vanguarda com exclusividade para a Galeria.

Uma das lojas conceitos mais conhecidas: a Galeria Melissa, na Rua Oscar Freire, em SP. 

Galeria Melissa
Onde: Rua Oscar Freire | Lançamento: Agosto de 2005 | Lojas no mundo: 2
O que vende: calçados, roupas e acessórios | Investimento: US$ 1 milhão
Diferencial: a cada temporada a fachada e a área interna da loja recebem um nova roupagem! Além disso, a galeria funciona como uma galeria de arte e já sediou diversas exposições! 

0 comentários:

Copyright © 2014 Viés Design and edited by De duas,uma.