Benefícios que o design de ambientes gera para o ponto de venda

Há algumas semanas, explicamos (aqui) que o design de ambientes tem como finalidade gerar “soluções que integrem conforto, funcionalidade, estética e economia”. No post de hoje vamos esclarecer como tudo isso acontece no ponto de venda (PDV) e quais os benefícios gerados. Afinal, o design de um ambiente comercial é importante não só para o fortalecimento da marca, mas, também, para a fidelização dos clientes. 


O ponto de venda ou PDV é onde ocorre a decisão da compra, o consumidor vivencia a experiência de consumo de uma marca, interage com a equipe e tem acesso aos produtos e serviços. Para que isso ocorra de forma satisfatória, prazerosa e segura, é preciso que haja um planejamento da setorização, layout, sinalização, iluminação, vitrine e disposição dos produtos, de modo que a identidade da marca seja comunicada e as necessidades dos consumidores atendidas.

E é nesse contexto que, quando inserido, o design se torna uma ferramenta para se alcançar destaque em meio aos concorrentes, além de comunicar a identidade da marca e suprir as necessidades e desejos dos consumidores.

Em um PDV, o design de ambientes está presente desde o planejamento de estratégias que vão da vitrine até o interior da loja. É preciso se atentar à vitrine, iluminação e, claro, à disposição dos produtos. Nossas dicas são:


Com isso, os pontos de venda  se tornam cada vez mais atrativos e criativos! Nesse contexto, o design gera diferenciais competitivos principalmente por oferecer inovação e proporcionar ao consumidor vivenciar novas experiências . Seja pela maneira agradável de direcionar o cliente no espaço, devido ao planejamento do layout, pelas áreas amplas que facilitam a circulação e o acesso aos produtos, pela iluminação e climatização dos espaços ou pelas formas e uso de cores que estimulam os sentidos, o design é capaz de trazer benefícios como:


No entanto, é preciso ressaltar que os serviços oferecidos pela loja, desde um “cafezinho” até a entrega de brindes personalizados, também podem fazer parte do pacote para encantar o consumidor e se obter um diferencial em relação as empresas concorrentes.


É preciso mostrar para o consumidor que ele está subindo um degrau de conhecimento da marca ao entrar na loja. Segundo o presidente da MChecon, Marcelo Checon, responsável pelo desenvolvimento de projetos para o PDV de empresas como WalMart, Samsung, Sony, Esso, Gafisa e Tim, “algumas cores chamam a atenção no PDV, mas saber trabalhá-las é essencial. Não se pode correr o risco de ficar cafona”. 

Dessa forma, o investimento em design como diferencial no ponto-de-venda está crescendo assim como a percepção dos consumidores. Sendo assim, a organização do PDV é fundamental para que os produtos exposto sejam valorizados e para que a marca se comunique de maneira eficiente com seu público alvo.

0 comentários:

Copyright © 2014 Viés Design and edited by De duas,uma.